No passado dia 12 de julho, noite de lua cheia, noite quente de verão, a aldeia de Torres teve o privilégio de integrar a 4ª Mostra de “Cinema na Eira” e, deste modo, assistir à exibição do documentário Festa do Bunho e do Junco (de Artur Castro). Estiveram presentes muitos associados, habitantes de Torres e seus familiares, bem como emigrantes com fortes ligações afetivas à sua terra natal. Foi uma sessão repleta de emoções, memórias e também de homenagem a quem já partiu.

Integrado no projeto Herança DOCS Bairrada do CineClub Bairrada, o público assistiu ainda a uma parte do testemunho do Sr. Alexandrino Neto, que leu o seu poema “Amada Torres”, bem como a uma parte do episódio dedicado à carpinteira de Torres, Maria Natália Pereira. Todas as apresentações foram aplaudidas com muito entusiasmo e emoção, e o desejo de todos é que Cinema na Eira volte, mais e mais vezes, a Torres!

O Sr. Alexandrino Neto, a ler o seu poema “Amada Torres”
Categorias: Outro

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.